segunda-feira, 12 de julho de 2010

Goleiro Bruno afirma: “Sou evangélico”. Outros “evangélicos” estariam envolvidos no caso


O agora ex goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, é suspeito de ser mandante do assassinato de Elisa Samudio, ex amante do goleiro e com quem teria tido um filho.
Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel Bruno está preso em Minas Gerais, onde nasceu, assim como outros envolvidos na investigação. Enquanto era transferido para Belo Horizonte, durante a noite, Bruno foi questionado por uma policial sobre sua religião. “Sou evangélico”, respondeu. “Você é um evangélico desviado”, disse a policial, depois que Bruno não soube citar o Salmo 18 e um cântico de louvor.
A esposa do goleiro Bruno, Dayane Souza, também se diz evangélica. Dayane foi presa em Minas Gerais após ter sido descoberto que o filho de Elisa Samudio estava com ela. A esposa do goleiro Bruno foi liberada em seguida por não ter antecedentes criminais, mas está novamente presa devido as investigações que estariam ligando-a ao assassinato da jovem.
Segundo um agente penitenciário que estava com Bruno, na quarta-feira o goleiro pediu uma Bíblia e orou antes de dormir na prisão. A Bíblia em questão foi com Bruno até Minas Gerais onde o goleiro atualmente continua preso.
Outro envolvido no caso, o ex policial Marcos Paulista afirmou em seu perfil no Orkut que também é Cristão. Em sua página do site de relacionamentos Marcos ostenta a frase “O Senhor é Meu Pastor e Nada me Faltará”, ele teria sido o executor da jovem a mando de Bruno. Após milhares de xingamentos e recados ofensivos ao ex policial, o Orkut retirou o perfil do ar.
Bruno teria conhecido Eliza Samudio em uma das várias orgias que teria participado. Eliza já fez um filme pornô.

Suposta outra amante de Bruno

Uma suposta outra namorada de Bruno foi a mídia se dizer preocupada com o estado do goleiro. Ingrid Calheiros se diz namorada de Bruno desde 2008, embora o goleiro seja casado. Ingrid afirma que também é evangélica e que Bruno é gentil, romantico e carinhoso: “Ele nunca faria nada assim, pois não gostaria de algo parecido com as filhas dele. Ninguém crê nesta história”.
Ingrid encerrou afirmando: “Vamos aguardar a justiça de Deus. Esta nunca falha”.

7 comentários:

Anônimo disse...

Lamento por tudo isso, espero que ele Bruno encontre forças para superar os fato e realmente servir de fato o Sr. Jesus não existe meio termo segundo Ap. 3.19 ou é ou não é, mas não cabe a mim julgar que Deus o encontreem sua misericordia.

Silas disse...

Ola irmao. Acontece que o tal goleiro que está sendo julgado ainda, está equivocado quanto a ser evangélico. Na verdade ha um derrame de igreja e comunidades que tratam os crentes como meu pai tratava os animais que tinha. Sao muitos os responsáves por igreja que nao sabem nem o que estao fazendo. A Escola Dominical, tao importante para a vida da igreja ja nao existe mais. As comunidades pregam qualquer coisa menos a santidade. Tudo e moderno e, por essa razao, também os crentes sao modernos e diferentes dos crentes limpos e puros que tínhamos no passado.
Lamentavelmente existem muitos outros que fazem o mesmo, se é que ele é culpado e repito que está sendo julgado e só a justiça dirá se é réu ou nao, ou outras coisas semelhantes. É o mundo que estamos vendo e vivendo hoje.
Nao entendo mais nada. O único que sei é que, como pastor já na terceira idade, busco levar o crentes sob a minha responsabilidade a ter um verdadeiro relacionamento com Deus.
No fim, ele e outros muitos, estao vivendo o evangelho irreponsável e fácil que está sendo pregado na televisao e em muitos púlpitos. Esse evangelho se resume em bênçaos materias. Nada de deveres, santidade, reponsabilidade, testemunho e esperança da volta de Cristo para os fiéis.

Um abraço santo.

Silas

Vilma Ferreira Bueno disse...

Concordo que exista uma grande confusão e a identidade dos chamados "evangélicos" anda muito complicada. Até pouco tempo atrás, cofessar-se evangélico, era sinônimo de credibilidade, respeito, uma pessoa digna de confiança. Hoje, hoje qualquer devasso se confessa evangélico. Essa designação está sendo ressignificada, como tantas outras temáticas dentro da nossa sociedade...

Anônimo disse...

eu gostaria de ter ouvido ele falar que era evangélico quando não estava metido nessa encrenca toda..............sou policial há vinte anos e tenho notado que todas as vezes que eles entram na cadeia dizem que são evangélicos.........pode ser que sim, pode ser que não.. não sei............ mas o que eu observei nesse longo período é que muitos desviados, infelizmente, estão ali presos......outra questão importante é sobre as notícias que recebemos das inúmeras "conversões" na cadeia, ora, se quando eles entraram estavam desviados acredito que ocorre reconciliação e não conversão. se eu estiver errado, por favor, me corrijam.


grato.

antonio carlos

Anônimo disse...

agora virou moda, F... com a vida lheia e depois pegar uma bilbia para se julgar santo.

Anônimo disse...

graça e paz , so para ratificar o que dise o antonio carlos, comcordo com tigo meu irmão e quanto ao bruno todos somos dignos de perdão usemos como exemplo (dimas) ele pediu e foi perdoado, mas antes reconheceu que era um pecador e que deveria pagar pelos seus atos "ele bateu no peito e dise nos merecemos " se ele estvir disposto a pagar pelos seus erros e se arrepender. avera remissão de pecados

Anônimo disse...

SO
DEUS
PODE
JUGAR

Postar um comentário